• Recursos Humanos

Cultura de Feedback: o que é e como adotar

Camila Silva
  • 2 de dezembro de 2020
  • 6 min de leitura

Hoje, é essencial que uma empresa busque por estratégias que aumentem o engajamento dos profissionais. De acordo com uma pesquisa realizada pela Gallup, apenas 13% dos colaboradores em todo o mundo estão de fato engajados. Além disso, um número significativo dessas pessoas são ativamente desengajadas — ou seja, são propícios a espalharem negatividade por toda a empresa. Entre as maneiras de mudar esse quadro, implementar a cultura de feedback pode ser considerada uma das principais.

Pensando nisso, elaboramos este material para que você entenda o que é a cultura de feedback, qual é a sua importância, além de conferir como implementá-la. Continue a leitura e saiba mais!

O que é a cultura de feedback?

Feedback é a estratégia na qual um colaborador dará a sua percepção sobre o trabalho de outro colaborador, seja ela positiva ou negativa. Nesse sentido, os profissionais conseguem apontar no que foi positivo nas atitudes de outra pessoa e no que poderia melhorar, contribuindo para que toda a empresa possa se desenvolver.

Dessa forma, você abre espaço para um ambiente aberto ao diálogo, onde as pessoas se preocupam umas com as outras e estimulam melhorias constantes de seus colegas.

Quando a estratégia é adotada de forma contínua, isto é, sem um espaço longo de tempo entre os feedbacks, os resultados tendem a ser muito melhores, uma vez que vai estimular o desenvolvimento das pessoas e possibilitar que elas tracem melhorias em seu trajeto, de acordo com o retorno obtido.

Quais são os principais tipos de feedbacks existentes?

Agora que você já sabe o que é uma cultura de feedback, chegou o momento de explicarmos sobre os principais tipos de feedbacks existentes. Confira!

Feedback construtivo

No feedback construtivo, o principal objetivo é abordar sobre alguma atitude ou comportamento que trouxe resultados negativos para o profissional ou para o time como um todo. Nesse sentido, a pessoa que oferecer esse tipo de feedback vai dar um caminho para que situações como essas se reduzam ou não se repitam.

Exemplo: “nos últimos dias você tem participado pouco das reuniões e está disperso. Podemos ajudar em algo? Está com algum problema que nós, como equipe, podemos contribuir para solucionar?”

Feedback positivo

Como o próprio nome já diz, é o tipo de feedback que aponta algo de positivo que o colaborador fez em seu trabalho, ou, até mesmo, no dia a dia em equipe. Dessa forma, quem oferece esse retorno contribui para que essa situação se repita por mais vezes, uma vez que se alinha aos valores da organização.

Exemplo: “Muito bacana a sua atitude de convidar outros membros da equipe para participar de uma reunião de alinhamento com este cliente desafiador. É uma oportunidade única de crescimento oferecida a todos”.

Feedback negativo

Ao contrário do anterior, o feedback negativo vai apontar alguma atitude que não foi muito bacana com a empresa ou com outras pessoas, ressaltando os motivos de essa situação não se repetir.

Exemplo: “a gente sabe que você tem passado por alguns problemas pessoais. No entanto, suas entregas estão afetando de forma considerável o trabalho de outras pessoas do time. Como podemos te ajudar? Vamos traçar um plano de ação para melhorarmos nesse ponto?”.

Quais os diferenciais de uma cultura de feedback para a empresa?

A cultura de feedback traz ganhos para a empresa e para os próprios colaboradores. A seguir, selecionamos as principais vantagens de implementá-la.

Motivação para a equipe

Conforme abordamos, o engajamento de profissionais é, hoje, um dos principais desafios para as empresas. Nesse sentido, existe a necessidade de buscar continuamente por estratégias que possam aumentar a motivação e, consequentemente, aumentar a produtividade das pessoas em um negócio.

Ao oferecer feedbacks, profissionais terão a oportunidade de entender quais são os pontos positivos de seu trabalho e quais são aqueles que podem ser aperfeiçoados, estimulando-os a traçarem planos de ação para que suas entregas sejam sempre acima do esperado.

Ferramenta de escuta

A comunicação é essencial dentro de uma empresa. Muitas vezes, colaboradores querem apenas ser ouvidos. Dessa forma, a cultura de feedback contribui para que as pessoas possam ouvir mais, além de abrir um espaço para que elas falem mais sobre suas dificuldades e desafios, de modo que todo o time contribua para esse desenvolvimento.

Melhora o desempenho

Imagine só a seguinte situação: um profissional está elaborando um projeto e só terá um retorno sobre ele ao final das entregas. No entanto, ao apresentá-lo, toda a equipe percebeu diversos pontos de melhoria. Ou seja, o colaborador precisará refazer alguns tópicos de seu projeto, gerando retrabalho e, ocasionalmente, insatisfação.

E esse feedback fosse contínuo? Esse mesmo colaborador teria a oportunidade de ajustar pontos durante o andamento do projeto. Dessa forma, com a percepção de outras pessoas, ele obteria insights de quais seriam os melhores caminhos a serem seguidos, aumentando de forma considerável o sucesso daquela demanda.

Dessa maneira, podemos perceber que a cultura de feedback contribui de forma direta para melhorias do desempenho da pessoa. Logo, vai trazer melhoria para o desempenho da própria empresa.

Reduz as taxas de turnover

A taxa de turnover é um dos principais desafios para os Recursos Humanos. Além de impactar de forma direta o relacionamento com os clientes (principalmente quando há uma alta rotatividade entre as equipes de atendimento), contratar e demitir profissionais gera gastos para a empresa, além de ocupar parte do tempo das pessoas da equipe para o treinamento dos novos colaboradores.

Nesse sentido, a cultura de feedback contribui para diminuir esse índice, justamente por possibilitar ao profissional que possa melhorar o seu desempenho. Ou seja, ele terá uma maior motivação para exercer suas demandas, além de trazer maior proximidade entre líderes e liderados.

Planejamento

Ao longo do material, mencionamos algumas vezes sobre a necessidade de implementar um plano de ação quando há a oportunidades de melhorias para o trabalho de determinado colaborador. Dessa forma, a cultura de feedback contribui para um melhor planejamento por parte das pessoas de sua empresa, de modo que elas entendam pontos que podem ser aperfeiçoados e tópicos que podem ser replicados em outros projetos, justamente por um retorno mais positivo.

Mesmo que seja em tarefas cotidianas, as pessoas devem ser estimuladas de forma contínua a buscarem por inovação e trazerem melhorias para os processos. Essa estratégia será, inclusive, um diferencial competitivo para a sua empresa, justamente por trazer oportunidades para a organização como um todo.

Mais lucratividade

Quanto mais a sua equipe oferecer feedback, mais lucratividade a empresa terá. Afinal, o principal intuito de um feedback é estimular o desenvolvimento dos profissionais. A partir do momento que toda a equipe está se capacitando e adquirindo novas habilidades, facilmente terá uma percepção externa, gerando maior satisfação dos clientes e gerando novos promotores de sua marca.

Afinal, profissionais estarão mais amadurecidos e vão progredir mais — melhores resultados serão uma consequência natural.

Como implementar a cultura de feedback na empresa?

Os benefícios da cultura de feedback já sabemos. No entanto, como é possível implementá-la na empresa? A seguir, selecionamos as principais dicas. Confira!

Crie um ambiente que seja adequado

O primeiro passo é criar um ambiente que seja adequado para esse processo. Para que profissionais consigam oferecer seus feedbacks, eles precisam se sentir abertos para isso. Especialmente quando liderados trazem suas percepções para as suas lideranças, é preciso que haja confiança por parte do colaborador. Caso contrário, ele se sentirá reprimido e não conseguirá trazer sua visão sobre os mais distintos pontos.

Nesse sentido, para implementar a cultura de feedback, é preciso conhecer a fundo a equipe, entender quais são as suas necessidades e trazer essa estratégia para a realidade da empresa.

Ofereça treinamentos

Principalmente quando oferecemos feedbacks construtivos ou negativos, pode haver certa dificuldade por parte das pessoas em se sentirem bem para trazerem essas percepções. Por essa razão, o ideal é que traga para a empresa treinamentos sobre as melhores práticas, como deve ser o contexto a ser criado, além de explicar como é possível oferecer feedbacks sendo empáticos — capacidade de se colocar no lugar do próximo.

Sabemos que treinamentos são essenciais para as empresas. Além de aumentar a produtividade e melhorar o engajamento, é uma ação que reduz de forma significativa as taxas de turnover. Para implementar a cultura de feedback, não é diferente: assim, as pessoas se sentirão capazes de oferecer os mais distintos retornos sobre o trabalho de colegas e gestores, trazendo oportunidades de desenvolvimento a toda empresa.

Estimule elogios

De acordo com um estudo feito pela International Stress Management Association (ISMA), foi percebido que 89% das pessoas se queixam de estresse no trabalho por falta de reconhecimento. Dessa forma, é tarefa do RH e das lideranças buscarem por alternativas que tragam melhorias para esse quadro: o estímulo ao elogio é uma delas.

Por essa razão, sempre busque estimular as qualidades dos profissionais antes de solicitar por melhorias. Dessa forma, pontos positivos poderão ser replicados em todo o time, o que contribui de forma direta para que as equipes possam se desenvolver melhor.

Conscientize as lideranças sobre a importância da cultura do feebdack

Não podemos deixar de destacar sobre a importância que o papel das lideranças exercem em relação ao feedback. Afinal, serão desses colaboradores os retornos mais completos e embasados, uma vez que eles terão uma visão mais ampla sobre o andamento das demandas e do desempenho de cada profissional.

Por essa razão, as lideranças devem ser estimuladas a aplicar o feedback de forma contínua, a trazerem essa cultura para dentro da empresa e a explicarem a cada liderado sobre a importância que a prática traz para o desempenho e para o desenvolvimento de todas as pessoas.

Existe a necessidade de desmitificar o fato de que o feedback não se passa de uma crítica. Afinal, eles são também um elogio bem fundamentado, de modo que traga o reconhecimento e incentive a busca por melhorias constantes.

Neste conteúdo, você pôde entender o que é a cultura de feedback, quais são as vantagens, além de ficar por dentro sobre métodos práticos de como aplicá-la. Ao trazer essa mudança de cultura para a sua empresa, certamente seus colaboradores se sentirão mais engajados, além de possibilitarem uma busca constante por novas práticas.

Gostou do material? Se você deseja entender um pouco mais sobre práticas para reduzir a rotatividade de profissionais, continue no blog e boa leitura!

Artigos relacionados