voltar Voltar
  • Bancos
  • Tecnologia

Tomada de decisão: como torná-la mais assertiva?

Camila Silva
  • 4 de novembro de 2020
  • 6 min de leitura

Para que a organização possa alcançar os resultados almejados, torna-se essencial entender sobre métodos de tomada de decisão que tornem seus processos mais ágeis. Assim, as estratégias serão traçadas baseadas em dados e serão encontradas soluções mais efetivas para os diferentes gargalos sejam encontrados. Além disso, existe a possibilidade de a gestão contar com uma visão mais ampla sobre a atual situação da empresa, tendo a oportunidade de elaborar ações pró-ativas para distintas situações.

Pensando nisso, elaboramos este material para que você confira alguns métodos para trazer melhorias à tomada de decisão de sua organização, além de outras informações importantes sobre o tema. Continue a leitura e saiba mais!

O que está envolvido em um processo de tomada de decisão?

O processo de tomada de decisão envolve alguns fatores importantes. Entre eles, destacamos os principais:

  • incerteza: dados necessários que contribuirão para o processo decisório são desconhecidos pelas equipes responsáveis;
  • complexidade: para a tomada de decisão efetiva, muitos fatores se relacionam e muitas variáveis estão envolvidas que podem trazer danos ou pontos positivos para o negócio;
  • consequências de alto risco: dependendo da decisão tomada, o impacto será significativo para a organização;
  • alternativa: conforme abordamos, existe a possibilidade de haver diferentes alternativas, cada uma com as suas incertezas envolvidas;
  • questões iterpessoais: assim como em qualquer tipo de decisão que envolva pessoas, é preciso entender como elas reagirão com as decisões tomadas (tanto clientes quanto colaboradores).

Exemplo prático

Como isso é aplicado na prática? Imagine a seguinte situação: uma empresa viu suas vendas crescerem nos últimos anos, mas os custos envolvidos para a entrega de suas soluções também aumentaram. Nesse sentido, existe a necessidade de buscar por estratégias que diminuam seus gastos sem que isso afete a qualidade do produto oferecido ao cliente final.

Nesse caso, não vai haver incerteza, uma vez que a empresa conta com um orçamento e uma gestão financeira eficaz. Entre as alternativas existentes, pode-se cogitar a busca por ferramentas que otimizem processos e aumentem a produtividade de seus colaboradores, bem como contribua para a satisfação de seus clientes.

Essa opção, por exemplo, pode ser mais vantajosa do que a troca de fornecedores para aqueles mais baratos, que traz consigo o risco de os produtos e o atendimento não serem mais o mesmo, o que afetaria diretamente os resultados e o consequente crescimento.

Como melhorar o processo de tomada de decisão?

Conforme vimos, para a tomada de decisão de um negócio é preciso pensar com cautela, analisar diferentes variáveis, bem como envolver distintos setores da empresa. Nesse sentido, como é possível melhorar o processo? A seguir, selecionamos as principais dicas sobre o assunto, veja!

1. Tenha um planejamento estratégico bem definido

O primeiro passo é contar com um planejamento estratégico bem definido. Trata-se do processo de elaborar a estratégia da empresa e, a partir disso, definir como ela pode ser alcançada. Para o sucesso desse plano, existe a necessidade de conhecer as principais forças e fraquezas do negócio, avaliar as ameaças e oportunidades, além de ter uma visão ampla sobre a atual situação da gestão.

Além disso, é por meio do planejamento estratégico que se faz uma projeção para o futuro, de forma que toda a equipe possa analisar de maneira mais clara como deseja estar em um período próximo. Por meio dessa visão de curto e longo prazo, mudanças podem ser feitas para contribuir com a diferenciação do negócio e para corrigir gargalos ao longo do processo.

Ou seja, é como se fosse um GPS, que orienta aonde a empresa está e o caminho que deve seguir para alcançar os resultados almejados. Como isso contribui para a tomada de decisão? Entenda os principais pontos:

  • entendimento de quais são os objetivos e como as decisões serão decisivas para alcançá-los;
  • análise do perfil dos clientes a partir do estudo de mercado;
  • avaliação de quais são os problemas enfrentados para chegar em uma melhor tomada de decisão;
  • decisões tomadas a partir de dados, o que possibilita uma maior assertividade e menos “achismos”.

2. Crie um ambiente propício para a tomada de decisão

Voltando ao exemplo mencionado da empresa em amplo crescimento cujos custos também aumentaram. Para a tomada de decisão das melhores estratégias a serem tomadas, existe a necessidade de envolver diferentes equipes no processo. Entre elas, a gestão financeira, a diretoria, além do time de qualidade (justamente pelos cortes não poderem afetar a experiência do cliente na organização).

Por essa razão, é preciso criar um ambiente propício para que as pessoas se sintam à vontade de darem as suas ideias, de buscarem por inovação e trazerem as melhores soluções para diferentes contextos.

3. Ofereça autonomia aos seus profissionais

Sendo assim, oferecer autonomia aos seus profissionais desenvolverem suas atividades é um dos pontos mais indicados. Por meio dessa estratégia, a empresa vai usufruir de:

  • maior responsabilidade da equipe para as decisões estratégicas;
  • resultados mais eficazes, conforme as necessidades da empresa;
  • desenvolvimento de novas habilidades dos times como um todo;
  • maior eficiência no trabalho prestado;
  • busca contínua por capacitação.

A partir disso, alguns métodos de tomada de decisão podem ser utilizados, como:

  • consulta contínua — convidar a participação dos profissionais da empresa e agir com transparência;
  • votação — apresentar as alternativas existentes e solicitar uma votação para a melhor decisão, com base nos dados apresentados;
  • consenso — não se deve optar pela maioria dos votos: o ideal é que todos concordem com a opção escolhida, de modo que haja uma discussão das ideias retradas;
  • comando — diferente das situações anteriores apresentadas, é um método de tomada de decisão que não envolve outras pessoas, sendo decididas pela diretoria ou demais lideranças.

4. Gere boas alternativas e explore as opções

Conforme vimos, as alternativas são alguns dos fatores envolvidos no processo de tomada de decisão. Aqui, o brainstorming é a estratégia mais popular. Entre as vantagens do processo, destacamos:

  • solução de problemas de forma ágil;
  • melhorias para o relacionamento entre líder e equipe;
  • aumento do desempenho profissional nos mais distintos contextos;
  • evolução da comunicação.

Com boas alternativas escolhidas, chegou o momento de explorar as opções. Nesse instante, é preciso avaliar a viabilidade de cada uma delas, quais são os riscos envolvidos e as consequências para a empresa (sejam positivas, sejam negativas).

Estimule perguntas e respostas e coloque em questão os principais questionamentos para que a equipe possa optar por aquela alternativa que melhor se encaixe na realidade do negócio.

Como a tecnologia contribui para o processo de tomada de decisão?

Agora que você já conhece os fatores envolvidos em um processo de tomada de decisão e quais são as principais dicas para aperfeiçoar essa etapa do trabalho, vamos entender como a tecnologia contribui para isso. Saiba mais!

Informações integradas

Em um mercado cada vez mais dinâmico, viu-se a necessidade de buscar por soluções que contribuem para um atendimento mais ágil e que ofereça soluções atrativas para os clientes, independentemente do contexto. E não para por aí: também foi preciso buscar por ferramentas que solucionassem a dor das organizações de vivenciarem cada vez mais movimentações internas, bem como a saída de profissionais do negócio  — o que tornaria o processo de tomada de decisão muito mais complexo do que o habitual.

Justamente nesse sentido que a tecnologia trabalha como uma aliada para esse processo: as informações da empresa ficam integradas em um mesmo espaço, podendo ser acessadas de onde quer que esteja. Especialmente em um período de trabalho remoto, esse ponto é de suma importância para que haja uma concentração de dados, gerenciamento de relatórios e possibilidade de tomar decisões mais eficazes.

Agilidade nas escolhas

Muito se fala da experiência do cliente, que deve ser positiva nas mais distintas jornadas do funil de vendas. Como isso é possível? Imagine em um processo de análise de crédito: se a sua organização demora com um retorno ao público, mesmo que ele seja aprovado, existem os riscos de ele optar por outra instituição que tenha passado por essa etapa de forma mais ágil, concorda?

Por essa razão, buscar por ferramentas que aprimorem essa tomada de decisão torna-se fundamental em uma empresa, uma vez que trará como benefícios:

  • redução de fraudes, mesmo com um processo mais ágil;
  • mais rapidez no onboarding de novos clientes;
  • redução de custos com mesa de análise, contribuindo para gerar mais competitividade no mercado;
  • aumento da conversão de vendas, justamente por trazer maior credibilidade à empresa e mais satisfação ao cliente;
  • obtenção de respostas instantâneas.

Gestão de tempo

Ter o controle da produtividade de seus profissionais é essencial para utilizar os recursos de forma eficiente para atingir o nível de qualidade, bem como para traçar melhorias em prováveis reduções de custo ou ainda para expandir o mercado e trazer crescimento para a empresa.

Com o uso de ferramentas que tragam melhorias para a tomada de decisão, consequentemente vai otimizar distintas etapas do negócio, além de possibilitar a criação de fluxos de atividades que possibilitarão um acompanhamento mais próximo do gestor.

Gestão de processos

Mencionamos ao longo do material sobre a necessidade da análise de dados para reduzir gargalos e erros ao longo do processo, certo? Caso isso seja feito de forma manual, os riscos de haver retrabalho ou equívocos por parte da equipe são grandes. Nesse sentido, a tecnologia vai contribuir para que haja uma maior organização das tarefas, de modo que pontos fortes e fracos da organização sejam trabalhados de maneira mais eficaz.

Neste conteúdo, você pôde entender sobre a importância do processo de tomada de decisão, dicas para aprimorá-lo, além de compreender como a tecnologia pode trabalhar como uma importante aliada nesse sentido. 

Se você deseja entender um pouco mais sobre as melhorias que podem ser proporcionadas para a análise de crédito de uma empresa, entre em contato com a nossa equipe e tire suas dúvidas!

Artigos relacionados