• Bancos
  • E-commerce
  • Financeira
  • Tecnologia

O que é acurácia: saiba mais sobre o conceito e a sua importância

Camila Silva
  • 15 de outubro de 2020
  • 5 min de leitura

Hoje, existem diferentes tipos de ferramentas e soluções que contribuem para a análise de crédito em um negócio. Por meio da tecnologia, existe a possibilidade de a sua equipe otimizar o trabalho de forma mais efetiva, além de facilitar o processo de onboarding de novos clientes e ainda trazer mais segurança para o negócio. No entanto, antes de contratar qualquer tipo de produto nesse sentido, é preciso entender o que é acurácia e qual é a sua importância para a organização.

Pensando nisso, elaboramos este material para que você saiba um pouco mais sobre o tema, além de entender como ele se alia aos processos iniciais de um contato com o cliente. Continue a leitura e saiba mais!

O que é acurácia?

Conforme abordamos, a acurácia é um termo comum quando estamos nos referindo aos processos de análise de crédito. Afinal, é por meio desse entendimento que a empresa terá a oportunidade de analisar a qualidade do serviço prestado pelo seu fornecedor. Porém, muitas vezes, há uma confusão em relação ao seu real significado. É comum as equipes considerarem que ela se refere apenas à precisão de uma solução — e o seu conceito é um pouco mais complexo.

O conceito de acurácia

Sendo assim, a acurácia é a aproximidade do resultado em relação ao valor de referência real. O que isso significa na prática? Em soluções de análise de crédito, quanto maior a acurácia, mais segura é a solução.

A origem do seu termo vem da língua inglesa, accuracy. Muito utilizada na física e na matemática, também passou a ganhar força no país para definir a proximidade de um resultado experimental em relação ao real. Entenda: suponhamos que a acurácia da biometria facial é de 95%. Isso significa que as chances de trazer dados confiáveis para a sua empresa é de 95%, o que oferece uma maior segurança para as análises e também para aprimorar o relacionamento com o cliente.

Ao avaliar o rosto da pessoa e comparar com documentos, por exemplo, a acurácia nesse sentido está relacionada ao fato de que as chances de a ferramenta ter acertado está nesse percentual.

Resumindo: a acurácia é uma medida obtida por meio de comparações ou verificações, possibilitando ao usuário optar por aquele que melhor oferece segurança ao seu negócio.

Qual a diferença existente entre acurácia e precisão?

Uma dúvida comum entre as equipes está relacionada à diferença existente entre acurácia e precisão. A acurácia é a exatidão de uma solução mais a sua precisão. Enquanto isso, a precisão é o grau de variação das medições realizadas. Entenda: uma ferramenta pode ter uma média de 90% de acurácia. No entanto, em algumas medições, houve a identificação do percentual de 70%, enquanto outra atingiu 100%. Isso significa que a acurácia é elevada, mas a precisão, não.

Sendo assim, podemos identificar que a precisão está diretamente ligada à menor variação dos valores, cujas pontuações são bem próximas. Ao abordarmos sobre o que cada uma depende para ter o seu valor, chegamos ao seguinte resultado:

  • a acurácia depende da calibração, de modo que evite erros sistemáticos para um negócio — o seu valor final será a diferença entre um valor medido e uma referência;
  • a precisão depende do nível de interferência desses resultados.

Ou seja, a acurácia está relacionada à tendenciosidade, enquanto a precisão refere-se à repetitividade. Em uma empresa, ao analisar uma ferramenta para trazer segurança ao seu negócio, o ideal é que ele tenha um nível de acurácia bom e também seja preciso.

Qual a importância da acurácia?

Agora que você já sabe o que é acurácia e quais são as principais diferenças para precisão, chegou o momento de entendermos qual é a importância desse conceito para o seu negócio.

Mais segurança para a empresa

O primeiro ponto de analisar a acurácia de uma solução está relacionada com a segurança para a sua empresa. Ao buscar por ferramentas que possibilitam uma análise de crédito mais eficaz, existe a necessidade de analisar as principais alternativas existentes no mercado e buscar por aquelas que melhor oferecem ganhos à sua organização.

Nesse sentido, alguns pontos devem ser avaliados. Além de buscar entender como é o atendimento das empresas avaliadas, saiba também o nível de acurácia da solução. Lembre-se: quanto maior for, mais perto da realidade será os resultados.

Melhor compreensão dos riscos

Especialmente em períodos cuja a inadimplência é alta, existe a necessidade de entender todo um histórico de comportamento do consumidor que busca realizar compra de produtos em seu negócio, seja adquirir crédito ou soluções que trarão ganhos para o dia a dia do cliente. Dessa forma, o entendimento da acurácia de uma ferramenta possibilitará com que a equipe tenha uma melhor compreensão dos riscos, além de trazer maior tranquilidade para o processo.

Confiabilidade dos resultados

Devido a todos esses pontos mencionados, é preciso obter maior confiabilidade dos resultados, especialmente para uma melhor compreensão de que a pessoa se encaixa nas regras de validação de seu negócio. Por essa razão, quanto maior for a acurácia, maior a confiança de que o resultado estará de acordo com o que espera a sua política de crédito.

Redução da inadimplência

Consequentemente, a empresa vai observar uma redução da inadimplência, justamente por apresentar maior criteriosidade no processo de análise de crédito.

Quais são os principais níveis de acurácia?

Já entendemos o que é acurácia, a sua importância e por que é preciso analisá-la no momento de buscar por diferentes soluções no mercado. No entanto, quais são os principais níveis de acurácia e como entender se eles estão positivos ou não? A seguir, explicamos um pouco mais sobre o tema. Veja!

Nível de acurácia entre 0 e 30%

Caso você busque por ferramentas e avaliam que a acurácia gira entre 0% e 30%, significa que é muito baixo. Nesse sentido, dificilmente os resultados corresponderão aos valores reais, o que trará riscos elevados para o seu negócio. Principalmente em um contexto no qual a análise de crédito é tão importante, essa taxa deve ser desconsiderada, uma vez que poderá ocasionar em gargalos financeiros e de relacionamento com seus clientes.

Nível de acurácia entre 30% e 90%

Caso o nível de acurácia esteja entre 30% e 90%, representa um risco moderado de que os resultados não estarão condizentes com os valores reais. Esse nível só vai valer a pena se a sua empresa identificar de que os erros cometidos por uma solução não afetarão tanto os números do negócio. No entanto, deve-se levar em consideração que retrabalhos e equívocos sempre geram desconforto para clientes e para a sua equipe. Por essa razão, ainda não é o ideal.

Nível de acurácia entre 90% e 100%

Nesse caso, a sua empresa pode ficar despreocupada, uma vez que o nível de acurácia compreendido entre 90% e 100% representa baixo risco e maior segurança para o seu negócio. Por essa razão, o ideal é que busque por soluções que estejam nesse cenário.

No processo de análise de crédito, por exemplo, por se tratar de um contexto diretamente relacionado com a inadimplência e com os números da empresa, o ideal é que esteja nesse valor de acurácia, de modo que possa usufruir de todos os benefícios apresentados ao longo do material.

Neste conteúdo, você pôde entender um pouco mais sobre o que é acurácia, qual é a sua importância para a empresa, além de conferir algumas dicas de como analisar o nível de acurácia em uma solução. Conforme abordamos, seja qual for a estratégia adotada pelo seu negócio, é fundamental avaliar esses pontos, uma vez que vai conferir credibilidade e também trazer segurança para os resultados de sua empresa.

Sendo assim, soluções de biometria facial apresentam um alto nível de acuracidade, seja para a análise de crédito, seja para evitar fraudes em um negócio. Se você deseja conhecer um pouco mais sobre o tema, entre em contato com a AcessoBIO e converse com nossos profissionais.

Artigos relacionados