• Sem categoria

Fraude contra credores: o que é, seus impactos e como evitar

Camila Silva
  • 27 de agosto de 2020
  • 5 min de leitura

Em uma empresa, é fundamental buscar por estratégias que possam trazer maior segurança às negociações. A fraude contra credores, por exemplo, é um tipo de situação que pode trazer danos para os resultados da organização, além de prejudicar o cumprimento das metas pré-estabelecidas no planejamento estratégico. Nesse sentido, existe a necessidade de entender o seu significado, além de estratégias eficazes para evitar esse tipo de crime.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para que você confira os principais tópicos sobre o tema e possa resguardar o seu negócio. Continue a leitura e saiba mais!

O que é fraude contra credores?

A fraude contra credores ocorre quando o devedor, com a intenção de não cumprir com as suas obrigações junto à empresa, firma contrato com terceiros para negociar os seus bens. Exemplo: visando aplicar essa fraude, o cliente solicita um empréstimo já com a intenção de não quitar com as suas dívidas. Após esse ato, transfere a titularidade de seus bens para algum amigo ou familiar, já com a ciência desse trâmite, de modo que prejudique a empresa credora.

Há diferentes tipos de fraudes contra credores. Entenda!

Eventus damni

Nesse caso, o cliente se torna insolvente (sem meios para pagar o que deve) a partir do momento que transfere os seus bens para terceiros. Nesse caso, a empresa de crédito fica com o prejuízo, justamente pela insolvabilidade da pessoa que contratou pelo produto.

Consilium fraudis

Nesse caso, há a intenção do devedor de causar esse prejuízo ao credor. Sendo assim, o cliente, com o objetivo de não quitar com as obrigações assumidas em contrato, pode fazer a alienação gratuita (doação), renúncia de herança ou até mesmo oneração (venda).

Quais os impactos trazidos pela fraude contra credores?

A fraude contra credores causa impactos significativos para a organização. A seguir, selecionamos os principais. Confira!

Redução da previsibilidade financeira

A primeira delas está relacionada à redução da previsibilidade financeira. Anualmente, a empresa define um planejamento com metas e objetivos bem definidos, visando exclusivamente ter um melhor controle sobre os seus resultados por meio de análises de períodos anteriores.

Ao não contar com um pagamento de clientes fraudulentos, há uma dificuldade significativa de antever entradas financeiras. Nesse sentido, a organização não consegue estabelecer um estudo eficaz de quais áreas existe a possibilidade de aplicar investimentos, nem mesmo ter um entendimento preciso de quais são os números obtidos pela empresa.

Como consequência, as decisões baseadas em dados ficam comprometidas, o que impede o negócio de adquirir vantagem competitiva no mercado.

Desequilíbrio do fluxo de caixa

Contar com um equilíbrio e uma gestão eficaz do fluxo de caixa contribui para que a empresa tenha uma compreensão mais facilitada de onde vem e para onde vai os recursos, consegue prever saldos negativos, identifica saldos futuros, além de transformar dados e informações em indicadores.

No entanto, o negócio que sofre com fraude contra credores, automaticamente, aumenta as necessidades de utilizar os próprios recursos para investimentos já previstos, bem como as obrigações financeiras mensais. Isso traz um desequilíbrio ao fluxo de caixa, o que prejudica o alinhamento de processos, o controle das despesas, além de trazer gargalos para a gestão financeira como um todo.

Inchaço da estrutura da empresa

Sem uma análise de crédito mais criteriosa e adequada para identificar esses pontos, há um inchaço da estrutura da empresa. Não apenas relacionado às fraudes contra credores, como também para a inadimplência como um todo. Entenda: precisará de uma equipe mais robusta para a cobrança desses clientes, além de um time jurídico que resolva essas pendências.

Consequentemente, há uma necessidade mais ampla de realizar acordos de pagamento, além de trazer um problema de relacionamento com o cliente.

Como evitar fraudes contra credores nas empresas?

Agora que você já conhece os impactos negativos que as fraudes contra credores trazem, chegou o momento de apresentarmos algumas soluções que contribuem para evitar esse problema. Entenda!

Analise com atenção a documentação

O primeiro passo para evitar fraudes contra credores é analisar com atenção a documentação antes de fechar qualquer tipo de negócio. Isso evita não apenas esse tipo de gargalo, como outros golpes comuns em instituições dos mais variados nichos. Afinal, por meio de brechas nessas documentações é que podem ocorrer situações como essas.

Outro ponto importante está relacionado aos contratos. Analise todas as cláusulas existentes de seus diversos produtos. O ideal é que tenha uma consultoria jurídica para fazer as reformulações quando necessárias, além de estudar se existem tópicos que podem ocasionar em dores de cabeça para a empresa.

Caso ocorra fraudes contra credores, identifique os erros

Se ocorrer qualquer tipo de problema em sua organização, é preciso avaliar quais foram os erros cometidos que ocasionaram essa questão. A partir disso, estude seus processos, tenha atenção novamente às cláusulas dos contratos, além de avaliar o seu processo de análise de crédito.

É essa estratégia que vai possibilitar uma melhor compreensão dos riscos, vai reduzir a inadimplência, contribuir para um monitoramento mais preciso da inadimplência, além de trazer um maior equilíbrio financeiro para o negócio.

Para que esse processo seja feito com maior eficácia, tenha atenção aos seguintes pontos:

  • faça uma identificação do cliente de forma detalhada, entendendo seu histórico de negociações, o seu score de crédito, além de avaliar o Cadastro Positivo (visando especificamente conhecer o compromisso com as obrigações financeiras);
  • preocupe-se sempre em manter uma atualização dos dados do cliente, especialmente no que se refere aos seus bens, caso a organização peça esse tipo de organização;
  • tenha atenção quanto à comprovação de renda, especialmente para produtos que exigem parcelas a um preço mais alto;
  • verifique os dados creditícios; entre outros.

Estabeleça uma política contra fraudes

Seja qual for o nicho da empresa, é fundamental estabelecer uma política contra fraudes. Para isso, defina as principais regras, promova o treinamento de sua equipe, além de categorizar os seus clientes de forma a identificar oportunidades seguras. Atenção: essa política funciona de forma mais positiva caso trabalhada em conjunto com uma análise precisa.

Conte com a tecnologia como aliada

A eficiência de todo esse processo será percebida de forma mais ampla a partir do uso da tecnologia como aliada. Afinal, hoje existem ferramentas de qualidade que permitem uma maior agilidade para obter informações dos clientes, além de possibilitar uma gestão mais eficaz desses dados. A biometria facial, por exemplo, contribui para uma redução das fraudes, elimina custos com mesas de análise, além de possibilitar um corte de gastos também com outras ferramentas antifraude.

Nesse sentido, a sua empresa se destaca não apenas por contar com uma solução adequada de prevenção de fraudes, como também se destaca competitivamente. Reduzir gastos sem afetar na qualidade do atendimento oferecido aos clientes é um dos principais desafios das organização, o que será possível por meio dessa estratégia.

Neste conteúdo, você pôde entender o que é fraude contra credores, qual o seu impacto em uma empresa, além de conferir dicas de como evitar esse tipo de situação. Conforme abordado, é fundamental utilizar a tecnologia como aliada para os mais diversos contextos dentro de um negócio, especialmente quando ela possibilita uma melhor gestão de seus ganhos. Consequentemente, se destacará em relação aos concorrentes, com a possibilidade de investir em outras ideias inovadoras.

Deseja conhecer um pouco mais sobre a tecnologia de biometria facial? Conheça a AcessoBIO! Entre em contato com a gente e converse com nossos profissionais.

Artigos relacionados